segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Fluxo Da Verdade

Ela é tudo.
É injusta
E egoísta...
É um bilhão de sabores,
É um céu que se olha devagarinho
Em uma só hora milhares de cores.
Ela me ajuda a relaxar.
Ela é só garganta...
Não é violenta.
Nem má...
É só um resultado...
Com olhos frios e castanhos.
Ela insiste em perguntar.
O céu parece uma sopa
As ruas são veias rompidas
A multidão faz o que fazem as multidões.
Olhei pra ela...
Me vi agarrada a um livro
A um pacote de almas
E a alguns trechos de canções
Tive vontade de parar.
Agachar-me.
Tive vontade de dizer:
- Sinto muito, menina.
Não me agachei.
Não falei.
Não ouvi.
Quando me lembro dela, vejo uma longa lista de cores.
Se quiser, venha comigo. Vou lhe contar uma história.
Nada sobre o fim do mundo, ou de amor e suas dores
Vou lhe mostrar uma coisa...
A invasão atordoante das idéias
Para estancar o fluxo da verdade
E libertar a voz tão contida
Cacos e pedaços de desespero flutuante
E de uma menina entorpecida.

6 Comentários:

Blogger Thiago Almeida disse...

Eba!
Um combo de dois ÓTIMOS textos depois de um tempo em repouso.
Você e o Du merecem uns puxões de orelhas, né!?
Não façam mais isso com o CONTRA O CAIS. Olha lá!

Me senti um menino entorpecido com cada frase que li.
PARABÉNS pelo belo e rico texto!

6 de outubro de 2008 10:26  
Blogger burns disse...

sensacional!

*concordo com o thiago.

6 de outubro de 2008 11:17  
Blogger Bruno Vasco disse...

Nossa dahora.
Mó brisa.. ahuuhau.
A Erika foi fundo mesmo no tema entorpecido.
Muito louco, ainda estou viajando nas cores e coisas voando no céu.

6 de outubro de 2008 12:20  
Blogger Carine disse...

Linda,

Tudo de Bom!!!
Bjs

6 de outubro de 2008 18:26  
Blogger Bruna disse...

Nada como a volta do contra o cais...

Belo texto minha linda, saudades de vc!


amo!

12 de outubro de 2008 19:17  
Blogger Anderson J. disse...

Minina... que coisa interessante é essa idéia de "você se ver agarrada a um pacote de almas".

Fiquei aqui divagando sobre isso... sensacional. Me deu até um "medin"

:D

15 de outubro de 2008 10:58  

Postar um comentário

<< Home